Notícias

Publicado em: 19, Setembro 2016

Dia Europeu do Enoturismo celebra-se a 13 de novembro

Por toda a Europa será promovido um conjunto de iniciativas e eventos, com o objetivo de promover o turismo do vinho, as rotas de vinho e os diversos territórios vinhateiros.

O Dia Europeu do Enoturismo comemora-se este ano no dia 13 de novembro. A RECEVIN - Rede Europeia de Cidades do Vinho é a entidade promotora da iniciativa, contando com o apoio das associações nacionais de cidades do vinho dos países que integram a rede. Em Portugal, a entidade parceira na promoção do Dia Europeu do Enoturismo é a AMPV - Associação de Municípios Portugueses do Vinho.

Por toda a Europa, nas cidades membros da rede, será promovido um conjunto de iniciativas e eventos, com o objetivo de promover o turismo do vinho, as rotas de vinho e os diversos territórios vinhateiros.

O Dia Europeu do Enoturismo divulga a cultura, o património e as tradições das cidades parceiras da RECEVIN, os produtores de vinho e os seus enoturismos, valorizando, desta forma, os territórios produtores de vinho. Esta iniciativa reflete o espírito da RECEVIN, procurando um trabalho em rede de forma articulada, em que todos beneficiarão desta ação conjunta. 

Todos os anos aumenta o número de territórios que aderem ao Dia Europeu do Enoturismo. Nesta edição pretende-se que os organizadores das atividades destaquem o consumo moderado de vinho, em cooperação com o programa da Wine in Moderation, associação sem fins lucrativos fundada em 2011 pelo setor vitivinícola europeu que tem como objetivo garantir padrões de consumo de vinho responsável e moderado como norma social e cultural.

O Dia Europeu do Enoturismo foi instituído em 2009 pela RECEVIN e celebra-se anualmente no segundo domingo de novembro com programas próprios em cada cidade, apresentando conferências, concertos, visitas a adegas e passeios pelas vinhas, provas de vinho e enogastronómicas, exposições, entre muitas outras iniciativas. 

A RECEVIN tem o apoio das associações nacionais de cidades do vinho e de várias cidades associadas (Alemanha, Áustria, Bulgária, Eslovénia, Espanha, França, Grécia, Hungria, Itália, Portugal e Sérvia), que se traduzem na força de 700 cidades de toda a Europa.

< voltar